Pirenópolis: Roteiro de 3 dias saindo de Goiânia

Veja nosso roteiro de 3 dias em Pirenópolis, com saída de Goiânia de carro. Conheça atrações do centro histórico e cachoeiras lindíssimas!

Pirenópolis é uma cidade cheia de atrações históricas e naturais. Veja nosso roteiro completo com dicas de passeios nessa encantadora cidade de interior!

Pirenópolis, assim como a cidade de Goiás, é cheia de arquitetura no estilo colonial e museus. Com um folclore próprio, a cidade é conhecida por suas festas típicas e, ainda, por suas inúmeras atrações naturais, que incluem cachoeiras, trilhas e mirantes. Por isso, a cidade atraí muitos turistas, principalmente moradores de Goiânia e Brasília.

Então, quando estávamos morando em Goiânia, em abril de 2019, não podíamos perder a chance de explorar a região. Assim, decidimos passar um fim de semana prolongado na cidade. Foi uma viagem maravilhosa, que nos deixou com um gostinho de “quero mais”.

Nesse post mostro nosso roteiro, que incluiu lugares excelentes para conhecer e fotografar!

Imagem feita na Cachoeira da Usina Velha, uma das diversas atrações da cidade de Pirenópolis. Veja nosso roteiro de 3 dias explorando a região!

Dica: Para os passeios em Pirenópolis são ítens essenciais: Sapatos e roupas confortáveis para andar nas trilhas e ruazinhas de pedra, repelente de insetos, protetor solar e roupa de banho para se divertir muito nas cachoeiras!

Dia 1: Saída de Goiânia, Cachoeira da Usina Velha e Mirante do Ventilador

Portal de entrada da cidade de Pirenópolis! Veja nosso roteiro de 3 dias na cidade!

Pirenópolis está a 126 km de Goiânia. Saímos de carro numa sexta-feira de manhã e pegamos a BR-153 até Anápolis. Depois, seguimos pela GO-431. A estrada estava com alguns buracos, mas, como já faz um bom tempo desde que fizemos esta viagem, as condições podem estar diferentes atualmente.

Chegamos, enfim, por volta do meio-dia e nossa primeira parada foi o Portal de entrada da cidade, onde fica um Centro de informações turísticas. Infelizmente o centro estava fechado, já que o horário de funcionamento de segunda a sexta é das 8hrs às 11hrs, fechando para o almoço e voltando das 13hrs às 17hrs. Porém, no fim de semana o horário de funcionamento é contínuo – das 8hrs às 18hrs no sábado e das 8hrs às 15hrs no domingo. Assim, é possível se programar para dar uma passada no local e pegar um mapa da cidade!

Seguimos, então, para o centro histórico, em busca de um restaurante para almoçar. O centro é muito bonitinho e tem diversas opções de alimentação para todos os bolsos e gostos. Recomendo muito a parada para sobremesa e café no famoso Pé di Café.

O famoso Pé di Café, cheio de sobremesas e cafés deliciosos!

Explorando lugares próximos

Após o check in na pousada, saímos para aproveitar a tarde conhecendo a Cachoeira da Usina velha. Esta está localizada bem próxima a cidade (cerca de 4 km) e é ótima! Seguindo as indicações do GPS chegamos a portaria com facilidade e pudemos aproveitar bem o local, que estava com poucos visitantes. A entrada custa R$25,00 e o horário de funcionamento é das 8hrs às 17hrs. Tiramos muitas fotos na bela ponte pênsil e aproveitamos a água que, surpreendentemente, não estava gelada!

Depois da cachoeira, pegamos a estrada de novo até o Mirante do Ventilador. É como uma parada na beira da estrada, o mirante não tem muita estrutura e o acesso é livre. Porém a vista vale super a pena, ainda mais se for possível assistir ao pôr do sol!

Demos o azar de um temporal estar se formando, então ficamos apenas alguns minutos e voltamos para o hotel. Para fechar o dia, aproveitamos para jantar na Rua do Lazer e tomar um chopp na Cervejaria Santa Dica.

Dia 2: Pico dos Pireneus e Cachoeira do Abade

No sábado, saímos do hotel de manhã com destino ao Parque Estadual dos Pireneus. Optamos por um caminho mais longo, pela rodovia GO-225, já que o mais curto, pela rodovia dos Pireneus, é em sua maior parte estrada de terra. No caminho fomos surpreendidos por essa bela vista para o Salto do Corumbá.

Vista para o Salto do Corumbá em Pirenópolis. Veja nosso roteiro de três dias nessa cidade cheia de belezas naturais e históricas!

Enfim, ao chegarmos ao Pico dos Pireneus, tivemos um pouco de dificuldade para encontrar o local exato. No parque, o GPS não funciona muito bem, então quero deixar claro que a entrada da trilha para subir o pico é bem demarcada e tem placas de sinalização. Do mesmo modo que o mirante do ventilador, a visita é grátis.

A subida não é das mais fáceis, com muitas pedras. Não chegamos ao topo, porque percebemos abelhas em um certo ponto e achamos mais seguro voltar. No entanto, aconselho a aventura, a vista é maravilhosa!

Pico dos Pireneus, uma das diversas atrações de Pirenópolis! Veja nosso roteiro de 3 dias na cidade, saindo de Goiânia de carro. #piri

Em seguida, partimos para a Cachoeira do Abade. O parque onde a cachoeira está localizada tem uma ótima estrutura. O horário de funcionamento é das 8hrs às 17hrs e o valor da entrada depende de qual a trilha escolhida: há uma de apenas 500m, que vai quase direto para a cachoeira do Abade e custa R$30,00. Já a outra, de 2500m, passa por diversas cachoeiras e mirantes antes de chegar, também, na cachoeira do Abade. Para esta a entrada custa R$40,00.

Optamos pela trilha mais longa, que é bem demarcada e segura. Nos apaixonamos pelo trajeto, cujo caminho é todo cercado pela bela vegetação do cerrado. Por isso, foi meu passeio favorito em Pirenópolis e o que rendeu mais fotos!

Atenção: cuidado com as indicações do GPS! Não saia da estrada principal a menos que veja uma placa sinalizando a entrada para a cachoeira!

Dia 3: Centro histórico de Pirenópolis e retorno a Goiânia

Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário

No nosso último dia decidimos explorar mais do centro histórico. Começamos pela Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário – não conhecemos o interior, mas é possível fazer a visita pagando apenas R$2,00. Seguimos a pé por todos os outros pontos, já que é muito tranquilo e fácil andar pela cidade.

Seguindo pela rua do Rosário, passamos pela Rua do Lazer com seus diversos restaurantes até chegarmos a Praça do coreto. Nesta simpática pracinha acontece a Feira das Artes, aos finais de semana e feriados. É um ótimo local para comprar uma lembrancinha da viagem!

De lá, andamos pela Rua Aurora até a Igreja do Bonfim, nos divertimos com a estátua do mascarado que fica ao lado da Igreja e tiramos fotos com as casinhas coloridas espalhadas pelo caminho.

Logo depois, optamos por visitar o Museu do Divino, que era a antiga casa de câmara e cadeia da cidade. O museu é pequeno, mas é legal para entender a história da Festa do Divino Espírito Santo, uma tradição de Pirenópolis. O acervo conta com fotos, trajes típicos, maquetes e a entrada custa R$2,00.

Rua do lazer em Pirenópolis. Veja nosso roteiro de 3 dias curtindo a cidade e suas belezas naturais!

Por fim, almoçamos num restaurante ali perto e pegamos a estrada de volta a Goiânia. Como a viagem toda foi feita em apenas 3 dias, ainda tiveram diversas atrações que não pudemos visitar. Por isso, queremos muito voltar para conhecer mais!

Você poderá gostar também de ver mais roteiros e passeios pelo Brasil!

Obrigada pela visita!

Conheça nosso roteiro de 3 dias em Pirenópolis, cidade cheia de atrativos históricos e naturais! Clique para ler!
Guarde essa imagem no Pinterest para acessar o post depois!