Dupla exposição em câmera analógica

Venha aprender a fazer dupla exposição em câmeras analógicas e veja os resultados que consegui. Clique para ler.

Dupla exposição é quando tiramos duas fotos no mesmo quadro, saindo uma foto em cima da outra. Essa técnica pode resultar em imagens muito interessantes e criativas!

Algumas câmeras analógicas, por exemplo as Lomos, permitem que você faça duas ou mais exposições sem precisar de gambiarras. Porém, outras como as minhas Olympus Trip 35 e Pentax K1000 possuem um sistema que trava o botão de disparo após cada clique, impossibilitando a dupla exposição.

Entretanto, existem maneiras de burlar esse sistema para produzir fotos assim nessas câmeras também! Sendo um “jeitinho”, existe o risco de nada dar certo, como também a possibilidade de resultados incríveis e surpreendentes. Veja a seguir como foi minha experiência tentando fazer duplas exposições na minha Pentax K1000:

Minha primeira tentativa foi um desastre!

Com um filme da Kodak UltraMax ISO 400, eu tentei seguir o seguinte tutorial:

Disparar uma foto. Em seguida, segurando o botão de soltar o filme embaixo da câmera e com alavanca de rebobinar levantada, segurá-lo firmemente no mesmo lugar. Então, avançar o filme em falso. Enfim, sem mudar de quadro, disparar mais uma vez.

Provavelmente eu não apliquei a técnica direito, pois acabei com múltiplas exposições em uma foto só e outras apenas meio expostas.

Múltiplas exposições numa foto com a Pentax K1000. Venha ver diferentes formas de conseguir esse resultado na sua câmera antiga! #pentaxK1000 #DuplaexposiçãoTentativa de dupla exposição numa SLR que usa filme 35mm. Veja as imagens que deram certo no site, clique para ler! Tentativa de dupla exposição na Pentax K1000, uma SLR que usa filme 35mm. Veja as imagens que deram certo no site, clique para ler!

O que realmente funcionou:

Na minha segunda tentativa, usei um filme Kodak ColorPlus ISO 200 e as instruções eram as seguintes:

Disparar todas as 36 fotos do rolo e logo depois rebobinar o filme todo. Tomar cuidado para que a lingueta não seja engolida. Posteriormente, em um quarto escuro, colocar o mesmo filme de volta na câmera. Fotografar por cima das primeiras imagens.

Como estava desconfiada, não quis usar o filme todo, então bati apenas 15 fotos de silhuetas na janela da sala e, em seguida, busquei texturas para a segunda “camada”. Por fim, o filme não ficou exatamente no mesmo lugar e as fotos acabaram saindo metade em cada quadro já exposto. No entanto, com alguns cortes, achei que as imagens finais estão bem legais e fiquei satisfeita!

Veja mais imagens no post, clique para ler! #PentaxK1000 #Kodak
Exemplo de como as fotos saíram, dividindo na metade a primeira camada de imagens.

Dupla exposição com câmera analógica! Veja mais imagens no post, clique para ler! #PentaxK1000 #KodakDupla exposição com câmera analógica! Veja mais imagens no post, clique para ler! #PentaxK1000 #KodakDupla exposição com câmera analógica! Veja mais imagens no post, clique para ler! #PentaxK1000 #KodakDupla exposição com câmera analógica! Veja mais imagens no post, clique para ler! #PentaxK1000 #KodakVeja mais imagens no post, clique para ler! #PentaxK1000 #KodakDupla exposição com SLR! Veja mais imagens no post, clique para ler!

Dicas:

  • Tentar deixar a primeira camada sub exposta, pois como o filme vai entrar em contato com a luz por duas vezes, corre o risco da foto sair estourada ou até queimada, sem esse cuidado. Por esse mesmo motivo, usar um filme com ISO baixo pode ajudar.
  • Anote quais fotos fez em cada quadro da primeira vez e busque uma segunda camada que combine!
  • No blog Lomogracinha tem mais maneiras de se fazer uma dupla exposição criativa.

Outras fontes consultadas: Queimando o filme.

Você poderá gostar também de ver outros posts da Categoria Vida Analógica!

Aprenda a fazer dupla exposição em câmera analógica com filme 35 mm e veja minhas fotos com a câmera Pentax K1000 e filme Kodak ColorPlus ISO 200. #Filme #Fotografianalógica
Guarde essa foto no Pinterest para salvar e acessar o post depois!