Rocky Mountains em abril: roteiro, dicas e fotos!

Veja nosso roteiro pelas Rocky Mountains canadenses. Passeio de 4 dias partindo de Vancouver, no final do mês de abril.

Nossa viagem pelas Rocky Mountains em abril de 2018! Road trip de 4 dias partindo de Vancouver. Veja as condições dos lagos e descubra se vale a pena viajar nessa época!

As paisagens das Rocky Mountains em abril e maio ficam bem diferentes se compararmos com a alta temporada (junho a outubro). As montanhas rochosas são uma famosa cordilheira da América do Norte e, no Canadá, estão localizadas na província de British Columbia. Assim, fazem parte dos parques nacionais de Banff e Jasper.

Decidimos fazer esse passeio quando estávamos em Vancouver, em 2018. Confesso que não pesquisei muito sobre as condições climáticas antes de ir. Por isso, acabamos nos deparando com alguns pontos fechados ou inacessíveis, já que nessa época ainda há muita neve nas trilhas e os lagos estão congelados.

No entanto, a viagem valeu cada minuto devido as impressionantes paisagens e os encontros com animais. Então, segue nosso roteiro e algumas dicas para te ajudar a decidir se vale a pena fazer o mesmo! No total, foram 4 dias de passeio.

As impressionantes paisagens que encontramos na viagem de carro pelas montanhas rochosas canadenses. Veja mais no post!
Dica: Se puder, vá de carro! As estradas são ótimas e bem sinalizadas. Além disso, você poderá ver e fotografar com calma todas as paisagens do caminho.

Dia 1 – Partindo! De Vancouver a Valemount (674 km)

Saindo de Vancouver em direção as Rocky Mountains o caminho tem paisagens maravilhosas. Veja nosso roteiro completo de 4 dias viajando de carro!

Como viajamos com um casal de amigos, totalizando 4 pessoas, decidimos alugar um carro. Os tramites para o aluguel são bem simples, basta apresentar a CNH brasileira, que é válida para dirigir no Canadá como turista, e o passaporte. Nossas paradas no caminho foram apenas para abastecimento e para comprar comida.

Nesse primeiro trecho observamos muitos pastos, paisagens com lagos já derretidos e florestas. Assim, chegamos cedo em Valemount e conseguimos descansar com tranquilidade no hotel, poupando energia para madrugar no dia seguinte.

Dia 2 – O encontro com as Rocky Mountains! De Valemount a Banff (411km)

Paisagens da Icefields Parkway. Veja nosso roteiro completo de 4 dias pelas Rocky Mountains em abril, saindo de Vancouver.
Dica: Esse caminho é pela Icefields Parkway, uma rodovia conhecida como uma das mais bonitas do mundo, isso porque tem diferentes montanhas em todo o seu percurso.

Saindo de Valemount, fomos conferir o Mount Robson Provincial Park. Essa é a montanha mais alta da parte canadense das Rocky Mountains. Em vista disso, foi um primeiro encontro emocionante!

Como optamos por não fazer nenhuma trilha, então não posso falar sobre as condições de caminhada, mas estavam abertas ao publico. Em contrapartida, o centro de visitantes estava fechado.

O Mount Robson, a mais alta montanha da parte canadense das montanhas rochosas. Veja nosso roteiro completo pelos parques, saindo de carro de Vancouver.
Dica: Para entrar no parque nacional é preciso pagar um pedágio. As cabines ficam na estrada e o valor é por dia. O recibo deve ficar no vidro, visível para os fiscais.

Lagos congelados e muita neve nas trilhas!

Nossa segunda parada do dia foi o Moose Lake, que estava parcialmente congelado. Lá, o acesso é super tranquilo porque o lago fica logo ao lado da estrada e tem estacionamento. A vista para as montanhas e o reflexo na água nos deixou de queixo caído!

Seguimos, então, em direção ao Maligne Lake. No caminho, fizemos uma parada num ponto de observação, que estava sinalizado na estrada. Não encontrei o nome exato do local. Porém, o acesso foi fácil e a vista deslumbrante!

Ponto de observação próximo ao Maligne Lake. Veja nosso roteiro completo saindo de Vancouver até as Rocky Mountains.

O Maligne Lake estava completamente congelado, mas o clima estava ameno e pudemos apreciar o lugar sem necessidade de casacos. Saindo desse lago observamos cervídeos pastando calmamente próximos a rodovia.

Maligne Lake congelado, paisagens deslumbrantes no nosso roteiro de carro, saindo de Vancouver em abril de 2018.

Em seguida, fomos para as Athabasca Falls e, apesar de muito gelo, o rio corria normalmente e o parque estava lotado de turistas. Então, aproveitamos para fazer uma pequena caminhada pelas trilhas.

Então, tentamos conhecer o Peyto Lake, mas estava inacessível. Aproveitamos apenas para tirar algumas fotos na neve. Do mesmo modo, o Bow Lake, a Crowfoot Glacier e o Hector Lake tiveram que ficar de fora devido as trilhas fechadas e muita neve.

Chegando nas proximidades de Banff o dia já ia se encerrando e nos deparamos com essa vista espetacular com a lua dourada!

Nossa chegada em Banff durante a viagem pelas Rocky Mountains. Veja o roteiro completo no post!

Dia 3 – Paisagens fantásticas! De Banff a Revelstoke (283)

Tínhamos intenção de subir a Banff Gondola , porém o tempo amanheceu completamente nublado e chuvoso. Isso é algo importante a ser considerado caso vá as Rocky Mountains em abril: o clima pode ficar feio e há possibilidade de nevar.

Assim, optamos por seguir para a Bow Falls, um parque próximo muito bonito, com uma cascata. Lá, fizemos uma pequena trilha beirando o rio.

Bow Falls, em Banff. Uma das nossas paradas durante a viagem pelas Rocky Mountains, saindo de Vancouver de carro. Veja o roteiro completo no post.

Passamos então pelo Two Jack Lake e o Lake Minnewanka, ambos parcialmente congelados. No caminho entre um lago e outro observamos carneiros selvagens pastando na beira da estrada.

Carneiros selvagens, um encontro durante nosso passeio pelas montanhas rochosas canadenses. Veja o roteiro completo no blog.

Foi a vez, então, de conhecermos o famoso Lake Louise. Sim, também estava congelado. Como é possível ver na foto abaixo, o gelo estava abundante, formando uma grossa camada ao lado das trilhas. Porém, mesmo com o tempo ruim e toda neve, achamos o lugar belíssimo.

Seguimos então para o Emerald Lake, um lugar muito lindo que estava vazio devido ao tempo chuvoso. Muitas fotos depois, continuamos pelas belas estradas até nosso pouso em Revelstoke.

Dia 4 – Despedida! De Revelstoke a Vancouver (565 km)

Voltamos então para Vancouver, parando no caminho na sorveteria D Dutchmen Dairy para ver os animais da fazenda e tomarmos um deliciosa casquinha.

Parada para um sorvete!

Enfim, essa foi nova viagem! Como tenho muitas fotos de lá, farei, em breve, um segundo post com mais imagens.

Você poderá gostar de ver nosso passeio pela Sea to Sky Gondola.

Acompanhe no instagram para saber onde estamos e ver muitas fotos e dicas de viagem!

Obrigada pela visita!

Nosso roteiro pelas Rocky Mountains no fim do mês de abril. Paisagens indescritíveis e lagos congelados! veja mais no link.
Guarde essa imagem no Pinterest para acessar o post depois!